Polícia

Produtividade tem queda de 2,8%

Dados foram levantados levam como base o ano de 2020 e 2021; CPA/M-12 diz que patrulhamento é ostensivo

Everton Dertonio*
19/03/2022 às 05:30
Atualizada em 19/03/2022 às 07:31.
Mogi News/Arquivo

CPA/M-12 é responsável pelos batalhões da região - FOTO: Mogi News/Arquivo

Região - A quantidade de prisões efetuadas pela Polícia Militar e Civil, no Alto Tietê, apresentou queda de 2,8% no ano passado em relação a 2020. Os dados foram apurados pela reportagem com bases nos números divulgados pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). No geral, as prisões caíram de 314 para 305.

As ocorrências de tráfico de entorpecentes caíram  4,4%, indo de 90 em 2021 para 86 em 2022, já a quantidade de veículos recuperados também diminuiu: foram resgatados 191 veículos no ano anterior e 150 no atual, a maior porcentagem de diminuição dos: 21,4%.

Embora o número de presos por mandado tenha diminuído no período analisado, o número de presos por flagrante teve ascensão de 3,9%. Outro dado que aumentou minimamente foi o de flagrantes lavrados, ou seja, oficializados pela Polícia Civil por meio de documentos, já que de 199 em 2021, foi para 200 este ano.

A polícia em Mogi das Cruzes teve melhores números em flagrantes lavrados (50), presos em flagrante (64), presos por mandado (45), prisões efetuadas (95) e veículos recuperados (23), além de ter feito uma única apreensão de infrator por mandado.

Arujá também configura aumento em quase todos os quesitos, apenas o número de presos por mandado, diminuindo de oito para três, e prisões efetuadas, que se manteve estático com 25 apreensões. As ocorrências por tráfico de entorpecentes (12), porte ilegal de arma (duas), apreensão de arma de fogo (duas), apreensão de infrator por flagrante (uma) e o total de inquéritos policiais instaurados (78) também foram superiores.

Em Poá, os únicos fatores em que não houve acréscimo foram de veículos recuperados, sendo 20 no ano passado, e o número de presos por mandado, que se manteve o mesmo, nove. Em todos os outros o aumento foi significativo, como o número de flagrantes lavrados que subiu de dez para 23, de presos em flagrante, 11 para 28, de prisões efetuadas, 19 para 32 e de ocorrências de porte de entorpecentes, zero para dois.

Salesópolis, Ferraz de Vasconcelos e Itaquá, por suas vezes, tiveram números melhores em 2021. A discrepância em alguns números é bem grande, como exemplo, as 37 prisões efetuadas em 2021 contra 24 em 2022; os 27 flagrantes lavrados contra 16; os 29 presos em flagrante contra 19; as cinco ocorrências de apreensão de entorpecentes contra nenhuma; e os 36 veículos recuperados contra 31, mesmo com o número de veículos roubados e furtados aumentando em 16,6%.

Itaquá difere de todos e só tem vantagem em 2022 com o número de presos em flagrante, que aumentou em um os 49 do ano passado e o de ocorrências de porte de entorpecentes, aumentando em um o que não tinha ocorrido em 2021. Os 25 presos por mandado no ano passado se tornaram 14 neste ano; os 43 flagrantes lavrados, 39; as 68 prisões efetuadas, 53;  as 17 armas de fogo apreendidas, 5; os 54 veículos recuperados, de 103 desaparecidos, 43 de 115; as 22 ocorrências de tráfico de entorpecentes, 20; e o 139 inquéritos policiais instaurados, 89. O número de ocorrências de porte de apreensão de entorpecentes, porte ilegal de arma, infratores apreendidos por mandado e flagrante continuou o mesmo.

Procurado, o Comando de Policiamento de Área 12 (CPA/M-12), informou que "Com base em dados técnicos, o policiamento ostensivo é planejado e realizado com ênfase nos locais de maior demanda dos serviços de polícia, empregrando-se diversos programas de policiamento, como o radiopatrulhamento, o policiamento rural, o policiamento escolar, as rondas ostensivas com apoio de motocicletas e a Força Tática" informou, "A realidade mostra que o policiamento ostensivo realizado pela Polícia Militar apresenta resultados operacionais relevantes",finalizou o comunicado.

*Texto supervisionado pelo editor

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News