Kumon privilegia a autonomia nos estudos

O Kumon é um método de ensino japonês, criado em 1958 pelo professor Toru Kumon. O ensino privilegia o desenvolvimento da autonomia do aluno nos estudos, de forma que ele aprenda de acordo com o seu ritmo. O material didático é autoinstrutivo e dividido em estágios, fazendo com que a complexidade aumente gradualmente. Porém, o aluno só avança para o próximo conteúdo quando consegue assimilar o que é proposto.

"Os assuntos não assimilados são revistos, pois o objetivo é desenvolver um aprendizado sem lacunas", diz Mariana Bruno Chaves, chefe do Departamento de Desenvolvimento de Material Didático de Língua Pátria do Kumon. Além disso, os conteúdos abordam temas que vão desde a pré-escola até a universidade. O material didático independe da idade e série escolar, ou seja, está de acordo com o desenvolvimento de cada um. A cada encontro, o aluno recebe o feedback de seu orientador sobre seu desempenho, e também a programação das aulas seguintes.

O método desenvolve a habilidade acadêmica e outras, como: autodidatismo, concentração, capacidade de leitura, raciocínio lógico, independência, hábito de estudo, responsabilidade e autoconfiança. O Kumon está presente no Brasil há 40 anos e oferece materiais de matemática, português para nativos, inglês e japonês.

Os alunos que já apresentam bom desempenho têm a oportunidade de se desenvolver ainda mais, avançando a conteúdos cada vez mais elaborados, desafiando-se e preparando-se para conquistar a aprovação nos vestibulares e outros sonhos.