Jornal de Taiaçupeba - Por Heródoto Barbeiro

A exuberância do rio Paraíba do Sul
A exuberância do rio Paraíba do Sul - FOTO: Divulgação / Carlos Ramalhete
NATAL DA ÁGUA AZUL

_________________

 

O Papai Noel chegou de azul . Foi uma alegria incontidas das mais de 500 crianças e familiares no Centro Integrado de Sustentabilidade Um Fio de Esperança. Ele desceu do céu graças ao comandante Jair, pilotando o helicóptero da Helifly. No salão Manacá os presentes doados por um grupo de mulheres de São Paulo. A turma do Batata encantava as crianças com brincadeiras, desenhos, lápis de cor e muita cara pintada de onça e outros animais da Mata Atlântica.

 

NATAL DE VOLUNTÁRIOS

____________________

 

O tema este ano foi Economizar Água é um Ato de Cidadania. Os voluntários da SAT se esforçaram em organizar um almoço comunitário liderado por Miguel Schiavi, família e amigos. A distribuição de brinquedos foi comandada pela Mari, Pedro, Paraná e pais. Meninos e meninas se espalharam pelos jardins e a brincadeira tomou toda manhã. O médico David Wilson foi mais uma vez o Papai Noel rodeado de crianças.

 

O CURUPIRA CANTOU O HINO

_______________________

 

O grupo de escoteiros Curupira abriu a festa com o hasteamento da bandeira e a execução do Hino Nacional. Aparecido e o novo presidene da SAT, Marcelo recepcionaram os pais e amigos que participam dos projetos sociais da SAT. A banda Can´t Stop formada por músicos de Taiaçupeba animaram a festa. No novo salão Juçara o grupo de teatro Beloura cantou e declamou poesias.

 

AO VIVO NA FM 87,5

_________________

 

Toda a festa foi transmitida ao vivo pela FM87,5 . Pela primeira vez a comunitária rádio Caramelo Taia fêz uma transmissão ao vivo liderada pelo João e comandada pelo médico Eduardo Brasolin. A 87,5 agora tem o apoio cultural da JLS e de pequenos comerciantes local para uma programação que visa a prestação de serviços e noticias do distrito de Taiaçupeba.

 

POBRE DE ÁRVORES

_________________

 

Uma das regiões mais ricas do Estado de São Paulo, a bacia PCJ é também uma das mais pobres em árvores. Da água dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí dependem 5,5 milhões de pessoas, mas elas contam com apenas 12,6% de florestas nativas. Pesquisa realizada pela SOS Mata Atlântica cobriu 70 municípios paulistas da bacia PCJ. Também sai desse manancial, por transposição, a água do sistema Cantareira, que abastece outros 5,3 milhões de habitantes da Grande São Paulo. A cobertura da bacia PCJ fica abaixo até do que restou de mata atlântica no Estado, 13,9%.

 

MOSQUITO PERIGOSO

___________________

 

A epidemia de zika trouxe o medo da microcefalia e de complicações neurológicas e a certeza de que as chamadas doenças da floresta se tornaram uma ameaça concreta para as cidades. Em seu laboratório no Instituto Evandro Chagas, em Ananindeua, no Pará, o virologista Pedro Fernando da Costa Vasconcelos, cuja equipe comprovou a relação entre o zika e a microcefalia, há anos alerta para os riscos da mistura explosiva de intensificação do mau uso da floresta, falta de controle de insetos transmissores e mudanças climáticas.

 

GESTÃO HÍDRICA

_______________

 

O abastecimento humano, para cidades de Rio, São Paulo e Minas, acabou sendo o grande beneficiado no acordo inédito homologado na quinta-feira (10 de dezembro) pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a gestão hídrica do Rio Paraíba do Sul, em detrimento do uso dos reservatórios para a geração de hidroeletricidade. Uma nova resolução da Agência Nacional de Águas (ANA) está para sair do forno com uma série de novidades. Pela primeira vez, há a autorização oficial para o uso do uso volume morto (ou reserva técnica) do reservatório de Paraibuna, o maior e mais importante do sistema, no Vale do Paraíba paulista.

 

NOVOS ANIMAIS

______________

 

Quatro novas espécies de anfíbios foram descritas na Mata Atlântica, no início de dezembro, por pesquisadores brasileiros. Todas elas, pequenas e que dependem da água da chuva acumulada em bromélias para sobreviver. Três pertencem ao mesmo gênero e vivem em áreas altas, em Santa Catarina. A outra é das montanhas do Espírito Santo.

As novas espécies catarinenses chamam a atenção por serem venenosas. São sapinhos do gênero Melanophryniscus e endêmicos do alto de montanhas de Santa Catarina.

NA LAMA

________

A mineradora Samarco está depositando a lama que vem sendo retirada há três semanas do centro da cidade de Barra Longa, a 60 quilômetros de Mariana (MG), justamente na margem do Rio do Carmo, curso d'água que termina no Rio Doce e local de onde está vindo a sujeira que contamina a água potável de mineiros e capixabas e já chegou ao mar. O procedimento, dizem especialistas, contamina cada vez mais a água do rio, pois a lama, com a chuva, volta a escorrer para as águas. A Samarco diz que o depósito no local é temporário e a empresa busca um espaço adequado –

 

CRIMES HEDIONDOS

_________________

 

Marina Silva e sua Rede pretendem recolher 1,5 milhão de assinaturas para apresentar ao Congresso Nacional um projeto de iniciativa popular que torna certos crimes ambientais hediondos. A ideia foi inspirada nesta tragédia do Rio Doce patrocinada pela Samarco.

Deixe uma resposta

Comentários