A arte de morar sozinho e as opções de improvisar em cada ambiente

Quem mora sozinho ocupa imóveis pequenos, especialmente apartamentos, o que facilita a decoração e viabiliza um pequeno investimento
Quem mora sozinho ocupa imóveis pequenos, especialmente apartamentos, o que facilita a decoração e viabiliza um pequeno investimento - FOTO: Divulgação
Esqueça a ideia que morar sozinho significa viver comendo miojo no jantar e usar um engradado de cerveja como mesa de centro. Pode até ser que isso seja uma realidade para os jovens na casa dos 20 anos, que usam a casa como um lava-rápido entre uma balada e outra, mas para a maioria das pessoas que moram sozinhas, o cuidado com a decoração é uma preocupação constante. Muitos até procuram profissionais especializados em busca de dicas de organização e conforto, para ter uma casa sempre prontinha para seu proveito e talvez para aquela visita especial.

Normalmente, quem mora sozinho ocupa imóveis pequenos, especialmente apartamentos, o que facilita a decoração e viabiliza um pequeno investimento. Até na Casa Cor, principal mostra de arquitetura e decoração do País, em 2007, diversos profissionais de renome apresentaram suas ideias para casas de gente só - mas nem por isso solitária.

Improviso

Aproveitar aquele armário velho é uma alternativa, desde que seja reformado e pintado, para que fique personalizado. Procurar móveis antigos em lojas especializadas pode ser até um bom programa de final de semana, pois nesses lugares acabamos encontrando peças que podem servir direitinho na sala ou no quarto, sem contar a economia se for comparar com o preço de peças novas.

Criar ambientes multiúso também é importante em espaços pequenos. Junte a sala com a cozinha, crie um bar, um bom espaço para ver TV, com móveis coloridos e coordenados com quadros, mantas e almofadas.

Homens solteiros, em geral, gostam muito de equipamentos eletrônicos no quarto, como computador, sistemas de som, TV, home teather, vídeo games etc. Dessa forma, os espaços para estes equipamentos precisam ser planejados. Além disso, procure comprar os eletrônicos da mesma cor. Se você comprar uma TV LCD preta, compre o vídeo game e o sistema de som também na cor preta, quando for possível.

Trabalhe o projeto dos móveis do quarto para que sejam neutros no ambiente. Deixe a personalização do ambiente por conta de objetos de menor custo, como decorações de parede, objetos sobre os móveis. Isto permite que você mude o estilo do seu quarto com facilidade. Trocando alguns objetos e quadros, você pode transformar seu quarto em um ambiente mais apropriado para receber amigos que torcem por aquele determinado time ou um ambiente mais elegante para receber uma namorada.

DICAS PARA QUEM MORA SOZINHO

Veja algumas regrinhas que vão ajudar a manter a casa em ordem:

 

- Jogue fora tudo o que não é usado, doe roupas e objetos que não servem mais, livre-se de papéis velhos, evite o hábito de acumular coisas sem necessidade. Assim, você combate a estagnação de energia e abre espaço para atrair coisas novas para a sua vida.

- Arrumação, limpeza e organização são aspectos fundamentais para a boa circulação de energias positivas e impedimento para a presença da energia negativa. Isso não requer nenhum investimento financeiro, é apenas uma questão de atitude.

- Espalhe coisas alegres pela sua casa para lhe ajudar a ter um modo de pensar e se comportar mais positivo e otimista. Porta-retratos, por exemplo, ajudam a lembrar de bons momentos e pessoas queridas.

- Faça de sua sala um lugar agradável, com cadeiras e sofás confortáveis, muita luz de abajures e luminárias, quadros bonitos e suaves, objetos de decoração elegantes, etc.

- Use várias cores. Se você tiver o chão, as paredes e o teto da mesma cor, torna-se um ambiente frio. Nos lugares onde se senta para conversar, use objetos (cortinas, abajures, sofás, cadeiras, decorações, etc.) de cores vibrantes, como o vermelho, amarelo ou roxo. Faça essa experiência.

- Ambientes mal iluminados geram comportamentos introspectivos, menos comunicativos. Excesso de mobília ou decoração, livros e revistas empilhados, roupas amontoadas geram conflito de raciocínio, confusão mental, dificuldade de decisão. Cortinas de tecidos pesados que impedem a passagem da luz e a visão externa causam sensação de solidão. Excesso de pó, sujeira no piso, azulejos opacos despertam sensação de abandono.

Deixe uma resposta

Comentários